You are here

Manuela d’Ávila: defesa da democracia é decisiva

Uma plateia entusiasmada recebeu Manuela d’Ávila, a candidata pelo PCdoB a vice-presidenta da República na chapa encabeçada por Fernando Haddad (PT) em 2018, para a sessão de autógrafos do seu livro Revolução Laura, na noite de quinta-Feira (23), no Memorial Darcy Ribeiro, também conhecido como Beijódromo, da Universidade Nacional de Brasília (UnB). Por Osvaldo Bertolino Em sua intervenção, ela comentou a luta das mulheres por espaço político, lembrando os exemplos das parlamentares e ex-parlamentares do PCdoB, citando Jô Moraes, Vanessa Grazziotin e Perpétua Almeida, presentes no evento. Manuela d’Ávila disse que é uma disputa, no sentido literal do termo, porque a lógica é a da reprodução do machismo e o consequente cerceamento da participação da mulher. Ela enfatizou que muitas mulheres caminharam sobre os tapetes do Congresso Nacional, com suas ações aguerridas, para que houvesse a ampliação da participação feminina na política. Para Manuela d’Ávila, o investimento material, resultado dessa luta, tem sido importante para a participação da mulher no parlamento. Ela destacou o papel das mulheres nas mobilizações sociais, uma demonstração de rebeldia muito importante. Ao falar do livro Revolução Laura, Manuela d’Ávila comentou que a obra é importante para o debate sobre a maternidade e a ocupação dos espaços públicos pelas [...]

Related posts

Leave a Comment